quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Celina Leão Faz Alerta no Dia de Luta da Pessoa com Deficiência

Divulgar e lutar pelas causas das pessoas com deficiência é uma tarefa frequente. Vítimas diárias do descaso, do preconceito e da discriminação, os portadores de deficiência celebram, no dia 21 de setembro, o Dia Nacional de Luta das Pessoas Portadoras de Deficiência. E essa data tem como um de seus principais objetivos ressaltar a luta de todos os portadores de deficiência seja física, mental ou sensorial (cegos e surdos-mudos) pela conquista de espaços, serviços e direitos. Mas apesar das conquistas recentes, a desigualdade, a exclusão, o preconceito e a falta de acesso a direitos básicos ainda continuam desproporcionais.

Dentro dessa luta pela garantia dos direitos da pessoa com deficiência, vale ressaltar a Lei 5.862/2017, de autoria da deputada Celina Leão (PPS-DF), que protege a gravidez em paraplégicas e tetraplégicas por meio da realização de campanha de esclarecimentos a respeito da gravidez nessas mulheres.

“Uma campanha de ampla divulgação com esclarecimentos é de extrema importância para que essas mulheres e mães e, também, toda a população possam oferecer uma vida normal e adequada à criança que irá nascer”, frisa a deputada lembrando que os profissionais de saúde e demais pessoas envolvidas nesse assunto, podem, inclusive, passar por um treinamento, se necessário for. “Uma mulher paraplégica ou tetraplégica não é diferente das demais. Ela também pode ser mãe e as limitações são apenas no pensamento de cada um”, lembra Celina Leão.

De acordo com a parlamentar, para a concretização desta campanha, poderão ser ministradas palestras educativas com a distribuição de extenso material, como, por exemplo, panfletos e folders, bem como a realização de pesquisas, parcerias com empresas privadas e junto aos órgãos da área de saúde, como também todos aqueles voltados para a área de pessoas com deficiência em todo o Distrito Federal.

“Essa lei, de minha autoria, é importante porque oferece esclarecimentos a respeito da gravidez em mulheres paraplégicas e tetraplégicas. Sabemos que existem riscos relacionados à gestação, mas eles podem ser reduzidos se forem administrados cuidados com o pré-natal adequado e um planejamento apropriado”, conclui a parlamentar.

A deputada ainda lembra que o preconceito e a discriminação devem ser combatidos ininterruptamente. “É e preciso focar numa inclusão em todas as áreas: educação, saúde, transporte e mercado de trabalho”, alerta Celina.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Utilidade Pública - Inscrições para cursos on-line de língua alemã estão abertas

Idiomas Sem Fronteiras
Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 18, o edital referente ao processo seletivo para cursos on-line de língua alemã ofertados pelos núcleos de línguas das universidades federais e estaduais credenciadas pelo programa Idiomas Sem Fronteiras – Alemão (IsFAlemão). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas exclusivamente pela internet até as 12h (horário de Brasília) do dia 27 de setembro. As aulas terão início em 23 de outubro.

Podem se candidatar alunos de graduação e pós-graduação, técnicos e docentes ativos. A divulgação dos resultados está prevista para o dia 2 de outubro, a partir das 12h, na página eletrônica do programa. Em caso de desistência de selecionados, serão realizadas outras chamadas sucessivas, por ordem de classificação, por meio do e-mail informado no ato da inscrição.

As universidades convocarão os candidatos para a confirmação de matrícula e reunião de orientação entre os dias 2 e 7 de outubro. Os selecionados receberão um e-mail com informações sobre como deverão fazer o registro no curso. Não será possível se cadastrar antes do recebimento da mensagem.

O cronograma completo está disponível na página do IsF, que também contém o formulário de inscrição nos cursos.

Fonte: CorreioWeb

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

De Olho no Emprego - Aplicativo de transporte oferece três mil vagas para motoristas no DF

Concorrente do Uber e Cabify, a 99 Pop oferece pagamento instantâneo das corridas
O aplicativo de transporte 99 abre nesta segunda-feira (18/9) cadastro para  três mil vagas de motoristas que desejam trabalhar na empresa. Concorrente do Uber e Cabify, a 99 Pop oferece pagamento instantâneo das corridas. Além de Brasília, o serviço também irá abranger os municípios de Goiás do Entorno do DF, como Águas Lindas de Goiás, Planaltina, Valparaíso de Goiás, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Cidade Ocidental.
Para realizar o cadastro, é necessário que o motorista inclua em sua CNH o EAR (Exerce Atividade Remunerada) e tenha um carro com data de fabricação a partir de 2010, com ar-condicionado e quatro portas.
Os interessados podem entrar no site da 99 ou acessar o aplicativo “99POP para motoristas” na Google Play, para smartphones com sistema Android, e a App Store, para dispositivos com iOS.
Também será possível fazer o cadastro pessoalmente no Centro de Atendimento e Treinamento (CAT), localizado no SCLS 306, Bloco A, Loja 30-40/Subsolo e Sobreloja. No local, a 99 também oferecerá curso de preparação no local, com orientações sobre como aumentar os ganhos, dicas de segurança e de como tratar os passageiros.


Fonte: Metrópoles / Sara Alves

sábado, 16 de setembro de 2017

CÂMARA LEGISLATIVA HOMENAGEIA NUTRICIONISTAS DO SENAC

mais fotos
Em comemoração ao Dia do Nutricionista, celebrado em 31 de agosto, a Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou na tarde do dia 14/9, no auditório do Senac na 903 Sul, uma sessão solene em homenagem aos nutricionistas da instituição. A proposta partiu da deputada Celina Leão (PPS-DF) com o objetivo de destacar e agradecer aos profissionais pelos relevantes serviços prestados à comunidade.
mais fotos
Em seu discurso, o presidente do Senac-DF, Adelmir Santana, falou da importância da profissão na prevenção de problemas de saúde causados pela má alimentação e ressaltou o trabalho desenvolvido pelo Senac nas empresas educacionais, chamadas de restaurantes e lanchonetes-escola. “A iniciativa de fazer essa sessão com nutricionistas do Senac nos envaidece muito. E eu creio que envaidece muito mais aos homenageados e a seus familiares. A profissão de nutricionista é de grande importância na vida de todos”, afirmou, destacando as empresas pedagógicas.  “Temos atualmente quatro restaurantes-escola, um na Controladoria Geral da União, um no Supremo Tribunal Federal, um no Ministério da Justiça e o outro no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Isso dá um trabalho muito grande porque, diferente de um restaurante, nós somos escolas, temos vários profissionais que vão ministrar conhecimento para nossos alunos. Os nutricionistas do Senac não são apenas encarregados de pautar um projeto de boa alimentação, eles também são instrutores, responsáveis técnicos e também fazem conteúdos para desenvolver os cursos que ministramos nessa área de gastronomia, como cozinheiro, auxiliar de cozinha, enfim, toda a cadeia de funcionários necessários para o funcionamento de um restaurante”, explicou o presidente.
mais fotos
A deputada Celina Leão destacou que há sete anos a Câmara Legislativa presta homenagem a esses profissionais e este ano decidiu fazer diferente. “Nós sempre fazemos essas sessões na Câmara junto com um grande seminário. Procuramos uma forma de sair um pouco da Câmara e buscar o que a gente tem de melhor nessa área de nutricionistas. Então pensamos em homenagear um instituto que fosse referência e decidimos pelo Senac, porque o Senac não tem só um trabalho de aprendizagem, de formação, mas tem um lado social muito importante”, afirmou Celina. “Decidimos homenagear vocês que têm feito o dia a dia do Senac diferente, têm mudado a alimentação das pessoas, porque muitas vezes não percebemos o quanto é importante investir na prevenção, o quanto fica mais barato fazer a prevenção e o quanto isso pode economizar nos cofres públicos”, concluiu.
A nutricionista e coordenadora da nutrição dos espaços-pedagógicos do Senac-DF, Suzana Furtado, destacou que a homenagem foi aos 25 nutricionistas que trabalham na Divisão de Empresas Educacionais e nas empresas pedagógicas, recebendo alunos de diversos cursos para estágio supervisionado e também atuam para promover a alimentação saudável para os quatro mil clientes, que são servidores públicos, e comem todos os dias nos restaurantes escolas. “O Senac de Taguatinga trabalha com a promoção da saúde no sentido de ter vários cursos na área de gastronomia e nutrição, principalmente o Técnico em Nutrição, que funciona desde 1995 formando esses técnicos para o mercado de trabalho. A maioria dos professores desse curso são nutricionistas e atuam pela manhã, à tarde e à noite dando aulas como instrutores”, destacou Suzana.
mais fotos

Os 25 nutricionistas que receberam o diploma de Moção de Louvor foram: Suzana Furtado, Carolina Souza Santos, Debora Rodrigues N. Godoy, Marília de Souza Lacerda, Gabriela Borges Bernardes, Amanda dos Santos Miranda, Érica Vieira dos Santos, Vanessa da Silva Costa, Carla Gomes dos Santos Oliveira, Dalila Medeiros, Simone Gonçalves de Almeida, Thatiana Schiffler, Paloma custódio Garcia, Fabiana Souza Rocha, Camila Melo A. Lima, Gabriela Andrade da Cruz, Cleneide de Oliveira Melo, Vitor Teixeira de Miranda, Carina de Araújo Vale, Leanny Keila Custódio de Almeida,Monique Malaquias, Ivanise Soares, Ana Claudia Haag, Amanda Barreto e Katiane Loquingen Barreto.
mais fotos
Estiveram presentes, compondo a mesa, além da deputada Celina Leão, o presidente do Senac-DF, Adelmir Santana; o diretor executivo da Divisão de Administração, Pessoal e Finanças, Luiz Carlos Pires, representando o diretor regional da instituição, Luiz Otávio da Justa Neves; e a coordenadora do Núcleo de Apoio Educacional do Senac (NAE), Roberta Guimarães Fonseca.
Fonte: Senac/DF

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Utilidade Pública - CIEE lança mais de 2,4 mil vagas para o Aprendiz Legal

As oportunidades são para jovens com idade entre 14 e 24 anos que tenham concluído ou estejam cursando o ensino fundamental ou médio


Foram abertas nesta semana 2,4 mil vagas em todo o país para o programa Aprendiz Legal, realizado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). As oportunidades são para jovens com idade entre 14 e 24 anos que tenham concluído ou estejam cursando o ensino fundamental ou médio.
O programa possibilita o ingresso no mercado de trabalho, com carteira assinada por prazo máximo de dois anos, e capacitação teórica na área que vão atuar. São oferecidos cursos ministrados pela instituição em diversas modalidades.
O que é o Aprendiz Legal?
O Aprendiz Legal é um programa de inclusão social para inserir jovens no mercado de trabalho, de acordo com a Lei n° 10.097/00, que obriga as empresas a contratarem cotas de aprendizes. Desde o início de sua atuação, em 2003, o CIEE já beneficiou mais de 313 mil jovens em apoio à norma.

Com mais 75 mil aprendizes em capacitação no país, o CIEE conta com um amplo cadastro de jovens, além de ser uma instituição certificadora, habilitada a ministrar cursos teóricos de capacitação durante a vigência do contrato de aprendizagem.
Os interessados podem ter mais informações e se candidatar gratuitamente pelo site www.ciee.org.br.


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Utilidade Pública - IFB oferece 1,5 mil vagas de qualificação profissional no DF; veja como se inscrever

Serão 40 cursos gratuitos como robótica, oficina de circo e degustação de cerveja. Aulas acontecem de 18 a 23 de setembro; inscrições são gratuitas.
Estudantes do IFB em oficina de marcenaria (Foto: IFB/Divulgação)
O Instituto Federal de Brasília (IFB) abriu inscrições para 40 cursos gratuitos de qualificação profissional. As aulas fazem parte da programação do Conecta IF, evento que acontece de 18 a 23 de setembro no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela internet.

Cada oficina tem duração de 2 a 8 horas e, como é aberta ao público em geral, não precisa de matrícula na instituição. No entanto, as vagas são limitadas aos primeiros 1,5 mil inscritos nos cursos. Os demais podem deixar o nome em uma lista de espera. Segundo os organizadores, o cadastro pode ser aproveitado em caso de ausência dos selecionados.
Monitora mostra produção de bolos durante Conecta IF 2016 (Foto: IFB/Divulgação)

Várias áreas

Os interessados podem se candidatar para cursos em áreas como robótica, circo, degustação de cerveja, modelagem e impressão 3D. Na área de acessibilidade e inclusão, serão oferecidos cursos de formação em atendimento ao público surdo, audiodescrição e automação de cadeira de rodas.

Quem tem interesse em aliar educação e tecnologia terá à disposição cursos rápidos que ensinam a fazer fliperama, jogos pedagógicos e até a construir um foguete de propulsão à água.
Para o cotidiano profissional e pessoal, há oficinas que falam sobre economia solidária e ensinam a montar bancos comunitários, tratam sobre segurança de informações em smartphones, execução orçamentária e financeira. Além de cursos sobre primeiros socorros, cuidados com o bebê e pintura de camisetas.

Em 2016, cerca de 3 mil pessoas passaram por dia nas oficinas oferecidas pelo IFB. Esta edição do Conecta IF é uma parceria do Instituto Federal de Brasilia, vinculado ao Ministério da Educação, com o governo do Distrito Federal.

Conecta IF 2017
Quando: 18 a 23 de setembro
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Inscrições gratuitas no site do IFB


Fonte: G1/Globo

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Celina Leão participa do I Fórum Nacional das Mulheres Administradoras

A deputada Celina Leão (PPS/DF) participou, hoje (13), do I Fórum Nacional das Mulheres Administradoras. O evento, uma iniciativa do Conselho Federal de Administração (CFA), promoveu debates, palestras e discussões sobre o tema: “Os desafios da mulher contemporânea no mundo laboral”.

Segundo a deputada Celina, que também é a Procuradora Especial da Mulher da Câmara Legislativa, o Fórum, que começou ontem (12), foi uma oportunidade para os presentes discutirem o papel da mulher não só na sociedade, mas também no mercado de trabalho. “A mulher ainda é vista com desigualdade no mercado de trabalho e esse tipo de iniciativa faz com que as mulheres enxerguem que elas ainda têm muito a conquistar”, enfatizou a parlamentar.

No painel de hoje, as participantes puderam ouvir, além da deputada Celina Leão, que trouxe a importância da participação da mulher na política brasileira; a assessora de Direitos Humanos da ONU, Ângela Pires Terto; Adriana Carvalho, que falou sobre os princípios de empoderamento das mulheres na ONU Mulheres; e a presidente da Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil (Libra), Marta Lívia Suplicy, que abordou as políticas públicas voltadas às mulheres administradoras.

Celina Leão fez questão de parabenizar o presidente do CFA, Wagner Siqueira, que demonstrou, com a realização do fórum, que “a igualdade de sexos e de direitos e de oportunidades entre todos deve ser o que nos impulsiona na direção correta para alcançarmos um mundo novo”.  De acordo com Siqueira, posicionar as mulheres ombro a ombro, na primeira linha do campo de batalha da luta e da construção de um mundo mais justo e mais fraterno, equitativo e equilibrado, generoso e cidadão, na luta por um mundo melhor, é hoje a missão e a tarefa de toda a sociedade.  

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Artigo de minha autoria que foi publicado no Jornal de Brasília. Falo sobre a violência sofrida pelas mulheres.

Até Quando?
Até quando nossas filhas, mães, irmãs e amigas serão agredidas? Dessa vez, a vítima foi minha filha, de 20 anos. A agressão sofrida por ela aumentou a cruel estatística dos crimes contra a mulher. Como mãe e Procuradora Especial da Mulher da Câmara Legislativa (ProEM), não posso me calar diante da covardia que humilha e mata centenas de mulheres, todos os dias.

Como acompanho de perto os números da violência contra a mulher, sei que mais de 500 mulheres são vitimas de agressão física, a cada hora, no Brasil. Os dados são do Datafolha. Encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a pesquisa mostra que, em 2016, 503 mulheres foram vítimas de agressão física a cada hora no País. Isso representa 4,4 milhões de brasileiras - 9% do total das maiores de 16 anos. A pesquisa mostra que 9% das entrevistadas relatam ter levado chutes, empurrões ou batidas; e 10% dizem ter sofrido ameaças de apanhar. Além disso, 22% afirmam ter recebido insultos e xingamentos ou terem sido alvo de humilhações (12 milhões) e 10% (5 milhões) ter sofrido ameaça de violência física.

Esses números devastadores tiram vidas e mutilam a alma. Mas muitas mulheres continuam caladas diante da violência. Na consulta do Datafolha, 52% das mulheres não fizeram nada após a agressão. Mas denunciar é fundamental. O silêncio motiva crimes hediondos e graves violações de direitos humanos. Minha filha denunciou e eu não vou me calar, jamais.

É preciso um esforço do Estado, da sociedade civil e da imprensa para mudar essa realidade. Não bastam leis punitivas. Um sistema preventivo e um processo educativo são necessários. Conviver com a banalização da violência contra a mulher é inaceitável.

Na ProEm, ouvimos relatos diários de covardias contra a mulher. Aquelas que têm tido a coragem de denunciar temos ajudado.

DEPUTADA CELINA LEÃO (PPS-DF), É
Procuradora Especial da Mulher da CLDF

NÃO ESCONDA, NÃO SE CALE, NÃO SE OMITA.

Você é vítima? Conhece alguém que é vítima?
Procure ajuda!

✓DEAM - Delegacia de Atendimento a mulher

•Plantão Celular 
👉DEAM 98494-9302

Denuncie! ☎ 1⃣9⃣7⃣
Whatsapp PCDF: 
👉(61) 9 8626-1197

✓Central de Atendimento a Mulher
DENUNCIE! ☎1⃣8⃣0⃣

Fonte: Jornal de Brasília


sábado, 9 de setembro de 2017

Não existem justificativas para a agressão contra a mulher. No entanto, muitas sofrem caladas. Denuncie!

NÃO SE CALE. DENUNCIE! Disque 180
O que faz com que um homem aja violentamente contra uma mulher?
  1. O machismo
  2. A educação
  3. A mulher
  4. Os amigos
  5. A bebida
  6. O estado de ânimo do homem
  7. Insegurança
  8. Ciúme
  9. Ele mesmo
A resposta é: 9. Ele mesmo. Nada justifica que homem nenhum maltrate, agrida, ameace ou insulte uma mulher. Violência doméstica é crime e o agressor é o único culpado e deve ser punido.
Violência contra a mulher é todo ato que possa resultar em dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico. Ameaças, coação ou privação de liberdade, violência doméstica e qualquer outro tipo de abuso, crimes passionais, exploração sexual de mulheres e meninas, violação, mutilação genital feminina, casamento precoce e forçado, infanticídio de meninas e ataques com ácido são algumas das manifestações da violência contra as mulheres.
De acordo com a Organização das Nações Unidas “(…) uma em cada três mulheres é maltratada e coagida a manter relações sexuais, ou submetida a outros abusos. Entre 30% e 60% das mulheres que já tiveram um parceiro sofreram alguma vez violência física ou sexual por parte do companheiro, e 48% das meninas e jovens com idades entre 10 e 24 anos afirmam ter tido suas primeiras relações sexuais sob coação”.
Esses dados são um alerta às mulheres que vivem esta situação e às que ocupam cargos políticos ou posições de liderança, para que mostrem ao mundo o absurdo dessa realidade.
Um desafio para a sociedade é denunciar e expor os agressores. Este é um convite a todas as mulheres para que superem seus medos, ergam a voz, passem por cima dos preconceitos e façam valer seus direitos como seres humanos
Saiba o que fazer
Se você for vítima de lesões à integridade física, emocional e sexual – o que inclui socos, empurrões, puxões de cabelo, beliscões, insultos, gritos, ameaças, humilhações e relações sexuais não consentidas, por exemplo – é importante que você aja.
Rompa o silêncio: Fale sobre o problema com pessoas de confiança e peça ajuda. As ameaças do agressor ganham mais força quando a vítima se isola e não busca apoio externo. É importante que familiares, amigos, vizinhos ou grupos de mulheres sejam chamados a ajudar. O silêncio protege apenas o agressor.
Afaste-se do agressor: Em caso de agressão física, tente sair de perto ou fugir do agressor. Chame a polícia, vá a um hospital ou à casa de amigos que possam ajudá-la.
Denuncie: Vença o medo e procure uma delegacia de mulheres. Por trás dos casos de violência contra a mulher, há uma longa lista de problemas conjuntos, como descompromisso social, preconceito, falta de solidariedade. A denúncia é sua arma contra tudo isso.
Fonte: http://discoverymulher.uol.com.br

Você é vítima? Conhece alguém que é vítima?
Procure ajuda!

✓DEAM - Delegacia de Atendimento a mulher
•Plantão Celular 
👉DEAM 98494-9302

Denuncie! ☎ 1⃣9⃣7⃣
Whatsapp PCDF: 
👉(61) 9 8626-1197

✓Central de Atendimento a Mulher
DENUNCIE! ☎1⃣8⃣0⃣

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

A população só exige uma coisa desses "cabos eleitorais" e do governador do Distrito Federal, VÃO TRABALHAR!!!

Eu não poderia me calar diante esse fato que também é muito grave! Não bastasse o GDF querer aprovar a toque de caixa, um projeto absurdo, que gera dúvidas e incertezas quanto os direitos conquistados pelos servidores públicos, as galerias estavam lotadas de "puxa saco" do Governador.

Pessoas que se quer deveriam estar discutindo o projeto, servidores que são cargo de confiança e não concursados! Foram identificadas, várias pessoas que foram pagas para estarem ali, sem nenhum compromisso com a cidade, sem nenhum interesse direto no debate ou no tema, estavam apenas para criar arruaça!

Os servidores que possuem cargo de confiança no governo, deveriam estar trabalhando em seus locais de trabalho, era horário de expediente, eles são pagos para prestarem um serviço a população e não para serem massa de manobra de GDF.

Brasília está parada, completamente desgovernada, uma gestão incompetente em que nada funciona e o governo ainda tira pessoas que deveriam atender a população e as coloca para fazerem bagunça e agredirem servidores concursados que estavam ali defendendo legitimamente os seus direitos? Inadmissível!



Já solicitamos a identificação de todas essas pessoas, para que recebam as punições legais! A população só exige uma coisa desses "cabos eleitorais" e do governador do Distrito Federal, VÃO TRABALHAR!!!