sábado, 18 de novembro de 2017

Deputada Distrital apresenta Projeto de Lei sobre Merenda Escolar

Na segunda feira dia 13, na Escola Classe 8 do Cruzeiro Distrito Federal, uma criança de oito anos de idade que teria desmaiado por falta de alimento. Esta criança como muitas outras,  mora no Paranoá, a 39 km de onde estuda, e ficam por um longo período sem comer.
Segundo a professora, a turma tem muitas crianças, e todos os dias as mesmas chegam a escola com muita fome, infelizmente foi preciso chegar à esse ponto para ganhar repercussão em todo o país, várias famílias não tem assistência necessária, as matrículas só foram conseguidas após pressão dos moradores.
A deputada distrital Celina Leão (PPS) apresenta Projeto de Lei, que dispõe sobre a distribuição de alimentação adequada aos alunos da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal.
Segundo o projeto, o aluno matriculado na Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, que necessita se deslocar para outra Região Administrativa, distante da que ele reside, deverá receber alimentação adequada, de acordo com o horário do turno em que estiver regularmente matriculado. A alimentação para aqueles alunos que fizerem um percurso acima de uma hora até a escola, deverá ser uma alimentação reforçada de forma que não comprometa sua saúde e seu aprendizado.

Para a deputada Celina Leão, a iniciativa do projeto é promover o bem desses alunos e garantir que eles recebam alimentação adequada na escola e possam ter um melhor desempenho no aprendizado. “É um absurdo, um aluno de oito anos, da rede pública ter passado mal nesta sexta-feira (17), por sentir fome durante a aula. Essas crianças e adolescentes percorrem dezenas de quilômetros diariamente em busca do acesso à educação. É dever do Estado cuidar disso também”.

Muitos estudantes do DF não dispõem de vagas nas escolas próximas às suas residências e precisam se deslocar para outras regiões administrativas para estudarem. Os deslocamentos geralmente são longos e os alunos saem de casa muito antes do início das aulas, desta forma, muitas vezes chegam às escolas sem ter realizado as principais refeições diárias, o que muitas vezes, compromete o aprendizado do aluno e traz prejuízos para sua saúde.

Sem falar que a maioria das famílias é de baixa renda e os estudantes não têm o que comer em casa. Por isso, muitas delas, acabam saindo de casa sem comer nada e esperam pela merenda da escola.

Sabemos que alimentação saudável é fundamental para os alunos em idade escolar, pois é capaz de evitar ou diminuir déficits, carências e excessos nutricionais, além disso, melhora o aproveitamento escolar. A boa alimentação se reflete na qualidade de vida das pessoas.

Nenhum comentário: